Confira 3 Mitos da Nota Fiscal Paulista

Confira 3 Mitos da Nota Fiscal Paulista

Fala galera beleza? Hoje vamos descobrir o que é, como funciona e também três mitos sobre CPF na Nota! Você sabe quais as vantagens em utilizar o CPF na Nota da hora das nossas compras?

O que é Nota Fiscal Paulista? Se você mora em São Paulo, já deve ter escutado a seguinte frase no caixa: CPF na Nota? Que o Brasil tem muitos impostos e também juros altos isso nós já sabemos, mas o que pouca gente sabe é que existem programas que também nos dão lucro sobre esses impostos.

A Nota Fiscal Paulista é um desses, a partir de 2007 o governo do estado de São Paulo criou esse programa para combater a sonegação e aumentar a arrecadação do estado. A cada compra registrada, o consumidor recebe de volta parte do imposto embutido nas mercadorias. Ele pode receber isso em dinheiro ou com desconto em IPVA.

Como funciona, o programa pode devolver até 30% do valor gasto, é claro que essa porcentagem de retorno varia dependendo do que você está comprando. O crédito pode ser transferido para a conta bancária, seja corrente ou poupança.

Não é necessário se cadastrar para gerar saldo na Nota Fiscal Paulista basta informar o seu CPF no caixa e está tudo certo. No entanto, para consultar a sua pontuação é preciso gerar uma senha no site da Nota Fiscal Paulista pela internet. Fica tranquilo que é bem fácil!

Agora, vou falar dos três mitos sobre CPF na Nota!

O primeiro mito: se eu me cadastrar a Receita Federal vai rastrear os meus dados? Não é bem assim amigão!! A Nota Fiscal Paulista é um programa da Receita Estadual e não da Federal! A Receita Federal é quem fiscaliza as nossas declarações de imposto de renda, portanto o programa não foi criado para cruzar esses dados.

Segundo mito: quanto mais cara minha compra mais dinheiro recebo?  Não necessariamente, apesar da restituição ser proporcional ao valor da compra, não são todos os produtos que recolhe o imposto utilizado pelo governo. Os gastos com compras como por exemplo, o sapato, roupas e etc, esses sim têm os gastos aí mais próximos da rentabilidade!

Terceiro mito: é perigoso falar o meu CPF em qualquer loja? Amigão, como qualquer outro documento você deve ter cuidado ao informar o seu CPF na Nota fiscal. Você também pode imprimir o cartão da Nota Fiscal Paulista com o número do seu CPF e apresentar nas lojas! Isso evita de ter que falar o CPF sempre!!

Espero que vocês tenham gostado, e até a próxima.

Deixe uma resposta