4 MOTIVOS PARA USAR A NOTA ALAGOANA

Vamos falar sobre os quatro principais motivos, de você pedir a nota fiscal Alagoana e colocar o cpf na nota fiscal ,e com isso participar da campanha nota fiscal cidadã, se cadastrando pelo site da Nota Alagoana.

4 MOTIVOS PARA USAR A NOTA ALAGOANA

4 MOTIVOS PARA USAR A NOTA ALAGOANA

Impostos; o primeiro motivo, basicamente tudo que nós compramos de mercadorias, e serviços, pagamos impostos sobre aquilo, então tudo acumula em créditos, para serem resgatados.

Desenvolvimento do Estado; quando uma empresa, ou mercado, ou cidadão paga imposto ajuda o Estado, o Estado precisa desse imposto, para desenvolver o próprio estado, escola, segurança ,cultura e lazer.

Nota fiscal cidadã ; você poderá participar da campanha nota fiscal cidadã, a nota fiscal cidadã é uma campanha onde você recebe prêmios em dinheiro que  é sorteado, ou recebe parte do imposto pago, e melhor ainda, você colabora compartilhando suas notas com as instituições sociais ,ajudando a essas instituições da assistência aos menos favorecidos.

O direito do consumidor; através da nota fiscal,  é que você pode ou trocar a mercadoria, ou devolver, pois é uma prova que comprou aquele produto naquele local.

Além desses benefícios, é possível verificar pelo aplicativo o saldo da Nota Fiscal e saber se você já pode resgatar seus créditos.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PERMITE CONSULTA DE PROCESSO PELA INTERNET

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PERMITE CONSULTA DE PROCESSO PELA INTERNET

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PERMITE CONSULTA DE PROCESSO PELA INTERNET

Como saber se tem algum processo no meu nome? A consulta de processos criminais e judiciais, é realizada da mesma forma, usando mesmo site, que é o site oficial do TJ- Tribunal de Justiça, para entrar no site, para ter acesso ao seu processo, é necessário inserir TJ.a sigla da sua região .com.br.

Os novos processos judiciais, que corre hoje na justiça, estão dentro do processo judicial eletrônico,  para você consultar hoje, é muito simples, acesse o endereço eletrônico citado acima, que é o site do TJ,  para ter acesso ao processo eletrônico, logo após entrar na página inicial, preencha o campo, com o seu CNPJ ou CPF, logo abaixo, você terá que repetir os caracteres que vê acima, depois você verá o número do seu processo, e as demais informações sobre ele.

Lembrando que se o seu processo for um processo físico é necessário entrar em contato com seu advogado para saber informações sobre o andamento do processo, ou comparecer na vara da sua região onde tramita seu processo.

Confira 3 Mitos da Nota Fiscal Paulista

Fala galera beleza? Hoje vamos descobrir o que é, como funciona e também três mitos sobre CPF na Nota! Você sabe quais as vantagens em utilizar o CPF na Nota da hora das nossas compras?

O que é Nota Fiscal Paulista? Se você mora em São Paulo, já deve ter escutado a seguinte frase no caixa: CPF na Nota? Que o Brasil tem muitos impostos e também juros altos isso nós já sabemos, mas o que pouca gente sabe é que existem programas que também nos dão lucro sobre esses impostos.

A Nota Fiscal Paulista é um desses, a partir de 2007 o governo do estado de São Paulo criou esse programa para combater a sonegação e aumentar a arrecadação do estado. A cada compra registrada, o consumidor recebe de volta parte do imposto embutido nas mercadorias. Ele pode receber isso em dinheiro ou com desconto em IPVA.

Como funciona, o programa pode devolver até 30% do valor gasto, é claro que essa porcentagem de retorno varia dependendo do que você está comprando. O crédito pode ser transferido para a conta bancária, seja corrente ou poupança.

Não é necessário se cadastrar para gerar saldo na Nota Fiscal Paulista basta informar o seu CPF no caixa e está tudo certo. No entanto, para consultar a sua pontuação é preciso gerar uma senha no site da Nota Fiscal Paulista pela internet. Fica tranquilo que é bem fácil!

Agora, vou falar dos três mitos sobre CPF na Nota!

O primeiro mito: se eu me cadastrar a Receita Federal vai rastrear os meus dados? Não é bem assim amigão!! A Nota Fiscal Paulista é um programa da Receita Estadual e não da Federal! A Receita Federal é quem fiscaliza as nossas declarações de imposto de renda, portanto o programa não foi criado para cruzar esses dados.

Segundo mito: quanto mais cara minha compra mais dinheiro recebo?  Não necessariamente, apesar da restituição ser proporcional ao valor da compra, não são todos os produtos que recolhe o imposto utilizado pelo governo. Os gastos com compras como por exemplo, o sapato, roupas e etc, esses sim têm os gastos aí mais próximos da rentabilidade!

Terceiro mito: é perigoso falar o meu CPF em qualquer loja? Amigão, como qualquer outro documento você deve ter cuidado ao informar o seu CPF na Nota fiscal. Você também pode imprimir o cartão da Nota Fiscal Paulista com o número do seu CPF e apresentar nas lojas! Isso evita de ter que falar o CPF sempre!!

Espero que vocês tenham gostado, e até a próxima.

Petrópolis – Turismo Sem Previsão de Retorno

No estado do Rio de Janeiro, Petrópolis é a segunda cidade com maior número de mortos no interior e ainda não tem data para retomada do turismo.

 

Com 126 mortes por Coronavírus registradas pelo boletim oficial do governo do estado, Petrópolis é a segunda cidade do interior do Rio que mais registra óbitos, ficando atrás apenas de Campos dos Goytacazes.

 

Apesar dos números, a flexibilização do isolamento já está na penúltima etapa do calendário estabelecido pela prefeitura, que começou a ser aplicado em junho.”Várias atividades retornam, e através de um estudo que foi feito com vários segmentos,principalmente com a emissão de uma nota técnica da vigilância sanitária. – segundo o coordenador de planejamento, Dalmir Caetano.

 

O comércio de rua com vendas em atacado é uma das principais atividades econômicas da cidade, desde a semana passada está autorizada a entrada de clientes de fora do município. O comércio voltou a funcionar mas com restrições, já os museus, parques e outros atrativos turísticos da cidade ainda não tem previsão para retomarem as atividades.

 

O setor de turismo movimenta cerca de R$760 milhões de reais todos os anos na economia de Petrópolis. Ônibus de turismo seguem proibidos de entrar, quem for flagrado desembarcando passageiros na cidade pode ser multado, a paralisação das atividades turísticas representa o impacto negativo de seis por cento do PIB do município.

Trono de Fátima

Depois de visitar a Casa de Santos Dumont e o Relógio da Flores, basta seguir pela rua Monsenhor Bacelar, a continuação da rua Barão do Amazonas, onde fica o relógio, e dobrar na primeira à direita, onde começa a bucólica estrada que leva até o Trono de Fátima.

Construído em 1947 , o trono é um monumento a Nossa Senhora de Fátima, localizado no alto de uma colina e de onde se vislumbra uma bela vista da cidade.

A imagem de Nossa Senhora de Fátima foi esculpida na Itália, em mármore estatuário e mede 3,50m. A imagem está protegida por uma cúpula apoiada em sete colunas, que simbolizam os sete dons do Espírito Santo. Sobre a cúpula foi colocada a imagem de um anjo, medindo 1 m. de altura.

No local há uma lanchonete, loja de souvenirs, uma pequena capela e sala de ex-votos. O monumento foi idealizado pelo frade Franciscano João José Pereira de Castro, que arrecadou fundos para a construção através de donativos e quermesses.

O Trono de Fátima pode ser visitado todos os dias, de 7h às 18h30. E você turista pode aproveitar para pedir: Nota fiscal Paulista?

Palácio Quitandinha

Localizado logo na entrada da cidade, na Av. Estados Unidos, 2, o palácio, que já foi cassino, está aberto à visitação pública de 3ª a domingo, das 9 às 17 horas. Construído em 1944, todo em estilo normando e ocupando uma área de 50.000 m2, o prédio de 6 andares abriga 440 apartamentos que foram vendidos a particulares, quando o cassino entrou em decadência com o fim do jogo no Brasil.

No interior, a decoração, projetada pela americana Dorothy Drape, impressiona. O visitante vai encontrar repuxos d’água, viveiros de pássaros, espelhos bisotados, lustres de cristal e bronze, tudo isso sobre um piso de mármore de Carrara. No Salão Mauá, destaque para uma obra considerada um prodígio de engenharia: uma abóbada sem sustentação, com 30 m de altura e 50 m de diâmetro. Do lado de fora, em frente ao palácio, um lago natural com um espelho d’água de 18.000 m2, com o formato de um mapa do Brasil.

Parque Cremerie

Saindo do Palácio Quitandinha em direção ao centro da cidade, vale a pena dar uma chegada ao Parque Cremerie, na estrada da Independência, s/nº. O Parque que já abrigou a antiga fábrica de queijos do francês Jules Buisson, está aberto à visitação de 3ª a domingo, das 8 às 18 horas.

No parque, além dos jardins, existe uma piscina pública para crianças e adultos, playground, quadras de esporte, lanchonete, e um lago com pedalinhos e uma pequena roda d’água, além de patos e peixes.

Palácio de Cristal

Ao deixar a Catedral, siga à direita pela rua 13 de maio. No primeiro cruzamento, dobre à esquerda, passe em frente à casa do Barão de Mauá, atual sede da Petrotur para chegar à praça da Confluência, onde fica o Palácio de Cristal.

Construído na França, nas oficinas de Saint-Saveur-les-Arras, o Palácio de Cristal chegou ao Brasil totalmente desmontado, em 1879 , como a primeira construção pré-fabricada do país, montada em Petrópolis pelo engenheiro brasileiro Bonjean. Trata-se de uma estrutura metálica com vedação de placas de vidro, originalmente fumê..

Patrocinado pela Princesa Isabel e por determinação do Conde D’Eu, a finalidade do Palácio de Cristal era a de abrigar exposições de produtos agrícolas da região. Mas o palácio também foi muito usado para bailes, desde o que marcou sua inauguração a 2 de fevereiro de 1884 até o do Domingo de Páscoa, no dia 1º de abril de 1888, quando a Princesa Isabel entregou a 103 escravos seus títulos de liberdade.

Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1967, o Palácio de Cristal é utilizado hoje para exposições e concertos.

O Palácio de Cristal pode ser visitado de 3ª a domingo das 9 às 17 horas.

Catedral de São Pedro de Alcântara

Saindo do Museu Imperial, basta seguir pela rua da Imperatriz, subir a rua Raul de Leoni e dobrar à esquerda na rua São Pedro de Alcântara, para chegar à catedral, erguida por ordem de D.Pedro II, em 1884. Trata-se de uma representante do estilo gótico francês do século XVIII. Construída em alvenaria de pedra aparelhada e cantaria de granito, traz em seu interior obras esculpidas em mármore de Carrara.

À direita da entrada principal, encontra-se a Capela Imperial, cujo altar é trabalhado em bronze, mármore e ônix. Nela, estão os restos mortais de D. Pedro II, D. Teresa Cristina, da Princesa Isabel e do Conde D’Eu.

Além dos restos mortais, que repousam sob lápides de mármores pesando quase 3 toneladas, o interior da Capela Imperial guarda também relíquias de S. Magno, Santa Aurélia e Santa Tecla.

A Catedral de São Pedro de Alcântara pode ser visitada de 3ª a domingo, de 8h às 12h e das 14h às 18h.

Em um lugar cheio de pontos turísticos, restaurantes e lanchonetes, você turista paulistano sabe como fazer o cadastramento de Nota Fiscal Paulista e poder aproveitar mais com os benefícios obtidos por ela? Dê uma conferida no site notafiscalpaulista.com.br.

Avenida Ipiranga

Este mês vamos continuar nosso passeio  por Petrópolis conhecendo mais uma rua residencial, a avenida Ipiranga. Depois de visitar a avenida Köeler, como fizemos no mês passado, chegando até a casa da Princesa Isabel, basta atravessar a rua, em frente à Catedral de São Pedro de Alcântara, onde começa a avenida Ipiranga.

Nesta avenida, quase totalmente residencial, os casarões dividem espaço apenas com uma seguradora, a catedral, uma igreja Luterana, uma escola e o Mosteiro da Virgem, no número 555, onde se pode comprar biscoitos amanteigados tão finos como hóstias e que derretem na boca. As freiras vendem os biscoitos através das grades da portaria do mosteiro.

Foi numa casa da avenida Ipiranga que o presidente Fernando Henrique Cardoso hospedou-se no verão de 1996, quando esteve pela primeira vez em visita oficial à cidade e é lá também que a prefeitura pretende instalar o Jardim Botânico da cidade.

O passeio começa pela Catedral de São Pedro de Alcântara. Construída em estilo gótico francês no ano de 1884, traz em seu interior obras esculpidas em mármore de Carrara. logo à direita da entrada principal fica localizada a Capela Imperial, onde se encontram os túmulos com os restos mortais de D. Pedro II, D. Teresa Cristina, da Princesa Isabel e do Conde d’Eu.

Continuando o passeio, chegamos ao número 244, onde fica o templo da igreja evangélica Luterana. Os luteranos têm sua história intimamente ligada à de Petrópolis, uma vez que o major Júlio Frederico Köeler, que projetou a cidade era alemão e evangélico. Devido à falta de mão-de-obra, Köeler mandou vir da Alemanha, 238 colonos em 1837. Oito anos depois, esse número passou para 1.921, dos quais 711, evangélicos.

A Igreja Evangélica Luterana de Petrópolis está representada na Internet numa home-page criada pela designer gráfica Luciana Berner.

Mais adiante no número 405, fica a casa que pertenceu a Rui Barbosa. Construída em estilo colonial brasileiro, a casa abrigava o jurista e primeiro ministro da Fazenda da República, durante as temporadas de verão.

Foi nessa casa que o embaixador do Brasil na Conferência de Haia escreveu várias de suas obras, entre elas “Oração aos Moços” e a “Introdução ao Código Civil”. Foi também na casa da Av. Ipiranga que Rui Barbosa veio a falecer, em 1º de março de 1923.

Encerrando o passeio pela avenida Ipiranga, chegamos à casa da família Tavares Guerra que leva a fama de ser mal-assombrada. Na verdade trata-se de uma construção em estilo eclético do século XIX, o que explica as diferenças entre um lado e outro da fachada principal. Completando o conjunto, um jardim projetado pelo paisagista Auguste Marie Glaziou.